ANATOMIA – JOELHO

Imagem “radiográfica” de joelho em perfil realizando flexão e extensão.

A Articulação

A articulação do joelho é uma estrutura complexa composta por diversos elementos. Observam se relações importantes entre os ossos presentes na estrutura. O fêmur e a tíbia formam uma articulação em dobradiça responsável pela função de flexão e extensão e que também comporta algum grau de rotação axial ( quando o joelho roda pro lado de “dentro” e para “fora”. A patela ou rótula articula-se com a região anterior e distal do fêmur ajudando no controle da flexo-extensão. A patela está relacionada com o movimento de dobrar e esticar o joelho ( agachar, saltar e etc.). Observamos também uma articulação entre a tíbia e a fíbula ao nível do joelho, porém trata-se de uma articulação “fixa”, sem movimento.

Ilustração demonstrando a cobertura cartilaginosa do joelho.

Cartilagem

Observamos nas extremidades ósseas que se articulam uma camada de cartilagem. Essa “capa” cartilaginosa possui funções como as de minimizar o atrito na articulação e absorver parte do impacto gerado com o movimento, funcionando como uma espécie de amortecedor. A camada de cartilagem é composta por células chamadas condrócitos entremeadas por uma matriz extracelular, uma espécie de “gelatina” composta por fibrilas de colágeno e proteoglicanos. Devemos citar também que a cartilagem articular não possui qualquer vascularização, sendo nutrida pelo líquido articular somente. Por tal motivo observamos que a capacidade regenerativa desse tecido é praticamente nula.

Ligamentos cruzados e estruturas relacionadas.

Ligamentos

Os ligamentos são estruturas compostas na sua maior parte por fibrilas de colágeno altamente organizadas, de forma semelhante a uma corda ( foto ). Estes possuem a função de dar estabilidade aos movimentos da articulação, conectando um osso com outro. Os principais ligamentos estão mostrados na imagem.

Desenho com vista “superior” da tíbia após retirar o fêmur.

Meniscos

Os meniscos são duas estruturas fibrocartilaginosas semilunares que possuem como principais funções aumentar a congruência articular de tíbia e fêmur, diminuindo as pressões de contato entre estes. São compostos principalmente por fibrilas de colágeno orientadas e proteínas. Sua vascularização característica possui relação direta com várias decisões intraoperatórias. Os vasos sanguíneos que nutrem os meniscos irrigam de forma satisfatória o seu terço mais externo, de forma intermediária o seu terço médio e encontram-se inexistentes no seu terço interno. Tais informações bem como a localização de uma lesão meniscal têm importante papel na decisão do cirurgião de tentar preservar o menisco ou de retirar parte dele.

Principais tendões do joelho.

Tendões

Assim como os ligamentos, os tendões são compostos por fibrilas orientadas de forma semelhante a uma corda, porém, de forma sucinta, a diferença básica entre um tendão e um ligamento é que o ligamento conecta um osso com outro osso, enquanto um tendão conecta um músculo a um osso (vale lembra do tendão patelar como exceção a esta regra). Os tendões atuam principalmente transmitindo a força do músculo para o osso durante a contração muscular.